Eficácia de medidas dietéticas e farmacológicas no manejo da litíase renal. 

Eficácia de medidas dietéticas e farmacológicas no manejo da litíase renal. 

Autores

  • Erika Vanessa Llerena Vicuña 
  • Jéssica Alexandra Rodas Perez 
  • Paulina Abigail Alvarez Sumba 

DOI:

https://doi.org/10.56238/cpahjournalv6n1-012

Palavras-chave:

litíase renal, AINEs, alfabloqueadores, medidas dietéticas

Resumo

A litíase renal é a terceira patologia mais frequente do sistema urinário, diagnosticada no controle de rotina, e pode ser prevenida por mudanças dietéticas e certos medicamentos. Objetivo: Descrever as evidências científicas existentes sobre medidas dietéticas para a prevenção de cálculos renais, bem como medidas farmacológicas para evitar sua recorrência através da revisão de artigos científicos. Método: Foram examinadas extensas informações em diretrizes científicas publicadas por diferentes sociedades e associações como a American Urological Association e a European Association of Urology, além de revisões sistêmicas e artigos científicos foram consultados nas bases de dados Pubmed, Elsiever, Scielo, Cochrane, The Lancet, entre outras que atenderam aos critérios de inclusão propostos. Conclusão: Hoje foi demonstrado que seguir uma dieta estabelecida de acordo com o tipo de cálculo e a ingestão diária de 2 a 2,5 litros de água diminui significativamente a formação e recorrência de litíase renal. Além disso, a eficácia dos AINEs e dos alfabloqueadores no manejo da cólica renal e no tratamento médico expulsivo, respectivamente, foi comprovada. 

Downloads

Publicado

2023-07-18

Como Citar

Llerena Vicuña , E. V. ., Rodas Perez , J. A. ., & Alvarez Sumba , P. A. . (2023). Eficácia de medidas dietéticas e farmacológicas no manejo da litíase renal. : Eficácia de medidas dietéticas e farmacológicas no manejo da litíase renal. . CPAH Science Journal of Health, 6(1), 1–14. https://doi.org/10.56238/cpahjournalv6n1-012